Os discursos da sexualidade e os problemas de gênero em Michel Foucault e Judith Butler

  • Antonia Carla Victor de Paiva UVA
Palavras-chave: Discursos, Gênero, Sexualidade

Resumo

O presente resumo apresenta uma abordagem sobre os discursos de sexualidade e problemas de gênero presentes no pensamento de Michel Foucault e Judith Butler. Nesse sentido, a problemática se manifesta dentro dos discursos, em como eles atuam na concepção de sexualidade e gênero. Isto posto, o debate segue um método bibliográfico, com obras que se referem aos dois autores propostos, como: História da sexualidade I: A vontade de saber (1988), História da sexualidade II: O uso dos prazeres (1984) e Os anormais: curso no Collège de France – 1974 a 1975 (2001) do filósofo Michel Foucault, além da obra Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade (2003) da filósofa contemporânea Judith Butler. Com essas leituras, o processo é apresentado através de uma demonstração foucaultiana do funcionamento dos discursos de sexualidade antes e depois da Era Cristã, no qual os diferentes discursos são consagrados como uma manifestação de poder, entendendo a sexualidade como parte de uma relação saber-poder, uma forma de dispositivo. Com essa conceituação de um dispositivo de sexualidade presente no poder e nos discursos, parte-se para uma organização do gênero em relação com os discursos de poder e saber, apresentando os problemas de gênero como uma forma cultural, não mais como a questão binária (masculino/feminino) apontada como única identidade de gênero. Desta forma, a identidade de gênero se mostra como fluída, sendo que, os discursos em Butler e Foucault, dizem respeito aos processos de padronizações que se tem na sociedade. Isto evidencia-se na questão dos anormais e nos problemas de gênero, que se defrontam nas ideias do feminismo e da identidade de gênero. Sendo assim, o trabalho tem sua importância por lidar com assuntos sobre o gênero e sexualidade interligados com as formas de discursos, tais como se apresentam diante de cada momento histórico, levando em consideração as questões das normalidades que concernem cada época. Portanto, é um assunto relevante por abordar um tema que faz parte da realidade e da vida de cada indivíduo, observando como estes se desenvolvem e revendo as proximidades com a atualidade.
Publicado
2021-01-30
Seção
Anais da Semana de Filosofia da UVA - Resumos