A doutrina do eterno retorno de Nietzsche: uma interlocução com o realismo fantástico de Borges

  • Elisa Souza de Oliveira UERJ
Palavras-chave: Eterno Retorno, Nietzsche, Filosofia, Literatura

Resumo

O presente artigo pretende aprofundar a doutrina do eterno retorno presente na filosofia de Nietzsche, de modo articulado com a literatura do argentino Borges. Através dos elementos do realismo fantástico buscamos pontos de contato que nos auxiliem a entender a relação do homem com o tempo e a mediação da vida e da morte como elementos centrais. Disporemos de dois focos de interpretação possíveis da doutrina do eterno retorno e buscaremos aproximá-los das reflexões borgeanas. Podendo ser entendido como niilismo corrosivo ou como possibilidade de afirmação da vida, o eterno retorno lida com questões existenciais, no sentido da relação que o homem estabelece com sua vivência em um tempo finito e sob as contingências que lhe são próprias. A busca do personagem principal do conto de Borges traz vicissitudes semelhantes em sua peregrinação a uma suposta nova relação com a finitude na cidade dos Imortais. Buscar semelhanças e dissonâncias será nosso objetivo.
Publicado
2021-01-30