O teatro como metodologia para o ensino de Filosofia

um relato de experiência formativa no projeto de extensão “A arte de filosofar” da Universidade Estadual Vale do Acaraú

  • Júlia Maria de Jesus Caetano Universidade Estadual Vale do Acarau
  • Maria da Conceição de Melo da Silva Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA
  • Marcos Fábio Alexandre Nicolau Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA
Palavras-chave: Filosofia, Ensino, Teatro, Aprendizado, Experiência

Resumo

O presente trabalho é um relato de experiência e tem como finalidade apresentar nossas vivências adquiridas no grupo de extensão “A Arte de Filosofar” – Módulo Teatro, que tem como coordenador o Prof. Dr. Marcos Fábio Alexandre Nicolau (UVA). O programa de extensão se divide em quatro módulos: Módulo Teatro, Módulo Cinema, Módulo Literatura e Módulo Música. O módulo que abordaremos neste trabalho é o Teatro. A finalidade do módulo no projeto é: o teatro como recurso metodológico ao produzir material de orientação didático-metodológica para os docentes em Filosofia como forma de trabalhar temáticas filosóficas em sala de aula no ensino médio. Os discentes, que fazem parte do grupo junto ao professor/coordenador, selecionam e analisam obras filosóficas para compor, a partir delas, algumas ideias de peças, transformando-as, em seguida, em pequenas esquetes formatadas com diálogos, vestuário e cenário, e, por fim, reunindo-as em material didático de aplicação do teatro na aula de Filosofia. Nosso material didático, que auxiliará o professor, possui dois objetivos: o primeiro, a criação filosófica a partir da arte, no caso o teatro, chegando a criação de um recurso didático a ser utilizado pelo professor, e, o segundo, montar a peça e um manual explicativo para a realização do teatro em sala de aula, nas aulas de filosofia. Na obra de Bergson, analisada nos encontros realizados no segundo semestre de 2019, essa metodologia encontrou uma análise e direcionamento para a inserção do método no ambiente de socialização da sala de aula. Compreendeu-se que, para a aplicação do ensino de Filosofia a partir de uma composição teatral, tendo em vista a complexidade com a qual o pensamento filosófico se apresenta à primeira vista, seria necessário despertar o interesse e, consequentemente, a atenção, dos expectadores, no caso, os alunos. Dessa forma, percebeu-se que, embora pareça simples se olhada superficialmente, a trama cômica, para alcançar o seu fim, é necessário um conjunto complexo de ideias, gestos e expressões, o que leva os alunos a serem estimulados à atividade intelectual tanto para acessarem o sentido cômico da apresentação como também para compreenderem o que está sendo transmitido de conteúdo. Como afirma o filósofo e diplomata francês, “nada desarma como o riso”, e esse ato de “desarmar” o outro, de fazê-lo relaxar e apreciar, é um importante passo para se chegar ao aprendizado. Seguindo esse desenvolvimento, o grupo até então realizava apresentações teatrais de forma isolada, em ambiente universitário. Com a parceria direta com o Sebo Cultural Itinerante, que é um espaço de experiência formativa, o grupo passou a conectar-se com outras manifestações culturais e a partir disso passou a trabalhar em conjunto em locais externos à Universidade como, por exemplo, nossa primeira apresentação teatral realizada na Escola Mocinha Rodrigues, no Município de Sobral.
Publicado
2022-06-17