A Crítica da Religião como Pressuposto da Efetiva Realização do Homem em Feuerbach

  • Jorge Luis Carneiro Lopes Universidade Estadual Vale do Acaraú

Resumo

Esta pesquisa pretende apresentar algumas reflexões de Ludwig Feuerbach no que se refere à concepção da religião como processo de cisão do homem, que parte da consideração da natureza humana como algo contraposto ao divino. Será exposta, sobretudo, uma analise da obra A Essência do Cristianismo, que nos apresenta uma investigação sobre a religião enquanto atividade inerente ao homem. É apresentada nessa obra a essência do homem como algo que se exterioriza na ideia de Deus, que não é possuidor de uma realidade objetiva – como pretende a religião — mas simplesmente a união de atributos humanos, ou melhor, a essência do homem projetada e contemplada fora de si. Esta análise construída por Feuerbach se apresenta como um olhar Antropológico, uma vez que o pensador toma por ponto de partida a investigação do próprio homem, encontrando, nas características definidoras da natureza humana (razão, vontade e coração), o segredo da religião, isto é, a sua verdadeira feição, a saber: que ela nada é senão a manifestação do que o ser humano tem de mais íntimo projetado numa imagem divina. Assim, a ideia de um Deus exterior ao homem é concebida como uma cisão da essência humana, enquanto considera-se dividido aquilo que na verdade é uno.

Biografia do Autor

Jorge Luis Carneiro Lopes, Universidade Estadual Vale do Acaraú
Licenciado em Filosofia pela Universidade Estadual vale do Acaraú; membro do Grupo de Pesquisa em Filosofia da Religião- GEPHIR- UVA;Ex-bolsista do Programa Instiucional de Bolsa de Iniciação à Docênia- PIBID-UVA.
Publicado
2014-01-30
Seção
Artigos