A questão do Estado futuro em Eric Weil

  • Evanildo Costeski Universidade Federal do Ceará, UFC

Resumo

O Estado futuro é pensado por Weil no final de sua Filosofia política (1956), junto à ideia de Estado mundial. No presente artigo, procuramos apresentar o conceito de Estado futuro a partir do fim do Estado nacional, anunciado na obra Hegel e o Estado (1950). O Estado futuro deve ser pensado como um Estado pós-comunista e pós-capitalista, centrado na amizade e na vida virtuosa, depois da falência do Estado liberal moderno. Ele é o Estado verdadeiro, responsável pelo Sentido na história.   Palavras-chave: Estado nacional. Estado futuro. Estado mundial. Amizade.

Biografia do Autor

Evanildo Costeski, Universidade Federal do Ceará, UFC
Possui graduação em Filosofia pela Universidade do Sagrado Coração, mestrado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Gregoriana (1997) e doutorado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Gregoriana (2004). Pós-doutorado no Centro de História e Cultura da Universidade Nova de Lisboa (2012). Professor Associado da Universidade Federal do Ceará. Membro correspondente externo do Instituto Eric Weil (IEW) da Université Charles-de-Gaulle Lille 3. Professor do Curso de Mestrado e Doutorado em Filosofia da UFC e do Mestrado Profissional em Filosofia (PROF-FILO). Coordenador Adjunto de Programas Profissionais da área de Filosofia (2018-2021). Tem experiência na área de Filosofia, atuando principalmente nos seguintes temas: Ensino de Filosofia, Filosofia Brasileira, Kierkegaard, Eric Weil, Violência, Religião e Relações Internacionais.
Publicado
2019-12-31
Como Citar
Costeski, E. (2019). A questão do Estado futuro em Eric Weil. Revista Helius, 2(2), 381-400. Recuperado de //helius.uvanet.br/index.php/helius/article/view/106
Seção
Artigos do Dossiê