HÖLDERLIN, F. Hermócrates a Céfalo (Hermokrates an Cephalus). A Cálias (An Kallias). Tradução bilíngue e notas

  • André Felipe Gonçalves Correia UFRJ
Palavras-chave: Friedrich Hölderlin, Filosofia, Sistema, Literatura, Heroísmo

Resumo

O leitor deparar-se-á aqui com as traduções (bilíngues) de dois textos de Friedrich Hölderlin. Ambos, datados de 1795 e não publicados pelo autor, além de comportarem personagens oriundos dos diálogos platônicos, assumem o formato epistolar caro à época, tão bem articulado no seu romance de formação Hipérion ou o eremita na Grécia. O primeiro, intitulado Hermócrates a Céfalo, comporta um teor propriamente filosófico, cujo cerne evoca a crítica às pretensões de absolutização dos sistemas filosóficos, sobretudo aos de sua geração. O segundo, intitulado A Cálias, assume um teor de exposição mais literário, nos moldes do Hipérion, cujo norte se projeta a partir da noção de heroísmo, por sua vez ancorado ao ideal homérico do mesmo. 

Biografia do Autor

André Felipe Gonçalves Correia, UFRJ
Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Possui Bacharelado, Licenciatura Plena e Mestrado em Filosofia pela Universidade Federal da Paraíba. Dedica-se ao estudo das seguintes áreas: crítica à metafísica, hermenêutica filosófica, pensamento grego arcaico, romantismo alemão e história da filosofia. Vem desenvolvendo pesquisas e traduções no entorno dos discursos filosóficos de língua alemã, sobretudo nas obras de Hölderlin e de Nietzsche.
Publicado
2020-08-04
Como Citar
Gonçalves Correia, A. F. (2020). HÖLDERLIN, F. Hermócrates a Céfalo (Hermokrates an Cephalus). A Cálias (An Kallias). Tradução bilíngue e notas. Revista Helius, 3(1), 112e1-112e8. Recuperado de //helius.uvanet.br/index.php/helius/article/view/112