A controvérsia Leibniz e Locke quanto ao conceito de pessoa moral: uma outra introdução aos "Ensaios de teodiceia"

  • William de Siqueira Piauí UFS
  • Daniel Soares Silveira UFS
  • Marcos Deyvinson Ferreira Damacena UFS

Resumo

Como sabemos, G. W. Leibniz (1646-1716) escreve os Novos ensaios em resposta ao Ensaio sobre o entendimento humano do filósofo inglês John Locke (1632-1704), e podemos dizer, com certeza, dadas as suas dimensões e a variedade de assuntos, que em nenhuma outra obra Leibniz trabalha mais exaustivamente a forma do diálogo, muitas vezes explicitando o desacordo profundo entre suas filosofias, daí principalmente seu caráter de controvérsia. O que pretendemos em nossa comunicação é, detalhando certos momentos dialógicos e recuperando certo papel que os conceitos de consciência, substância e mônada são chamados a desempenhar, mostrar como o capítulo XXVII, do livro II, dessas obras, ou seja, o capítulo sobre a identidade e a diversidade, apresenta um de seus momentos mais fundamentais e de maior desacordo ao recuperar, no caso dos Novos ensaios, já se valendo do conceito de mônada humana ou da reforma do conceito de substância, o problema que Leibniz vinha tentando resolver mesmo antes do Discurso de metafísica, conforme ficou registrado na carta ao teólogo luterano o abade Gerhard Wolter Molanus (1633-1722) de 1679, e atingirá, tomando como ponto de partida a argumentação desenvolvida naquele capítulo, sua formulação mais exaustiva e desenvolvida nos Ensaios de teodiceia. Com isso esperamos deixar claro que, tendo resolvido a parte mais importante do problema, ou explicitado aquilo que faz a base do fatum christianum, o capítulo XXVII, l. II, dos Novos ensaios é uma excelente introdução ao que fundamenta os Ensaios de teodiceia.

Biografia do Autor

Daniel Soares Silveira , UFS
Mestre em Filosofia pela Universidade Federal de Sergipe (2020). Membro do grupo de Ética e Filosofia Política da UFS. É graduado em filosofia, também pela UFS (2018). 
Marcos Deyvinson Ferreira Damacena , UFS
Mestrando em Filosofia no Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal de Sergipe, graduado em Filosofia pela Universidade Federal de Sergipe (UFS), pesquisador do Grupo de Estudos de Filosofia da Linguagem da UFS (GEFILUFS). Tem experiência nas áreas de Lógica, Filosofia Moderna e Epistemologia moderna. Tem interesse nas áreas de Lógica, Filosofia Moderna e Contemporânea, História da Lógica e Filosofia da Linguagem.
Publicado
2020-09-30
Como Citar
Piauí, W. de S., Silveira , D. S., & Damacena , M. D. F. (2020). A controvérsia Leibniz e Locke quanto ao conceito de pessoa moral: uma outra introdução aos "Ensaios de teodiceia". Revista Helius, 3(1), 70-103. Recuperado de //helius.uvanet.br/index.php/helius/article/view/154
Seção
Artigos do Dossiê