Gustav Fechner e a alma do mundo

Palavras-chave: Gustav Fechner, Panpsiquismo, Anima Mundi, Psicofísica, História da Psicologia, História da Filosofia, História da Ciência, Naturphilosophie

Resumo

O presente trabalho pretende delinear a noção de Panpsiquismo no projeto filosófico de Gustav Theodor Fechner, especialmente a partir da análise do livro Über die Seelenfrage, de 1861. Para isso, o artigo repõe em linhas gerais a questão das relações entre seu projeto filosófico e a Psicofísica, uma vez que as interpretações clássicas sobre Fechner geralmente enxergam essas duas competências como separadas. Em segundo lugar, o artigo situa questões históricas sobre Fechner e a Psicologia (e sobre filosofia e ciência), bem como a importância da Naturphilosophie em seu projeto. Finalmente, passa-se à análise dos argumentos de Fechner em defesa do Panpsiquismo e analisam-se novamente as relações entre essa visão e a Psicofísica.

Biografia do Autor

Marcio Luiz Miotto, UFF
Possui licenciatura e formação em Psicologia (UFPR), Especialização em Psicologia do Trabalho (UFPR), Mestrado em Filosofia Moderna e Contemporânea pela UFPR (Dissertação finalista do prêmio Anpof 2005) e Doutorado em Filosofia e Metodologia das Ciências pela UFSCAR (tese finalista do Prêmio Capes 2011). Professor Adjunto de Fundamentos Filosóficos da Psicologia (UFF-RPS).Perfil PhilPapers (http://philpeople.org/profiles/marcio-miotto).
Publicado
2021-03-23
Como Citar
Miotto, M. L. (2021). Gustav Fechner e a alma do mundo. Revista Helius, 3(2, fasc. 2), 852-906. Recuperado de //helius.uvanet.br/index.php/helius/article/view/208
Seção
Artigos do Dossiê