Alfred Russel Wallace: trabalho de campo, ciência e interações na Amazônia

  • Carla Oliveira de Lima Marinha do Brasil (MB), Colégio Militar de Manaus (CMM).
Palavras-chave: Alfred Russel Wallace, Ciência, Amazônia

Resumo

Este artigo apresenta algumas dimensões da experiência de campo do coletor e naturalista britânico Alfred Russel Wallace na Amazônia, efetuado no período de 1848 a 1852. A partir de seus escritos produzidos na e sobre a região, pretendeu-se enfocar o cotidiano de suas explorações de coleta de espécies e as formas pelas quais interagiu com o ambiente e as culturas dos lugares que visitou. Por último, demonstra-se que a experiência de campo foi fundamental para seu treinamento técnico e formação intelectual, já que foi através dela que o naturalista pôde adquirir habilidades e amadurecer reflexões as quais o transformaram em um filósofo da natureza. Para isso, esta análise valeu-se de recursos metodológicos e fontes de variadas naturezas: apreciação de relatos de viagem; análise da correspondência relacionada aos viajantes Richard Spruce, Henry Bates e Wallace. Por fim, esta proposta de trabalho consiste em analisar as interações de homens de ciência com a realidade da região e avaliar de que modo estas foram cruciais para o sucesso do trabalho de Wallace como naturalista.

Biografia do Autor

Carla Oliveira de Lima, Marinha do Brasil (MB), Colégio Militar de Manaus (CMM).
Possui graduação em Licenciatura Plena Em História pela Universidade Federal do Amazonas (1999), mestrado em História pela Universidade Federal do Amazonas (2008) e doutorado em História das Ciências e da Saúde pela Casa de Oswaldo Cruz/FIO CRUZ (2014). É tutora de História do Ensino a Distância (EAD) do Colégio Militar de Manaus (CMM) e professor convidada do departamento de História da Universidade Federal do Amazonas. Tem experiência na área de Ensino de História, em História da Amazônia e História Cultural, História das Ciências e História Ambiental.
Publicado
2021-03-23
Como Citar
de Lima, C. O. (2021). Alfred Russel Wallace: trabalho de campo, ciência e interações na Amazônia. Revista Helius, 3(2, fasc. 2), 788-818. Recuperado de //helius.uvanet.br/index.php/helius/article/view/224
Seção
Artigos do Dossiê